20 abril 2010

Sociedade Esportiva e Recreativa São José


A Sociedade Esportiva e Recreativa São José é um clube esportivo da cidade de Macapá, capital do estado do Amapá. Fundado no dia 26 de agosto de 1946, é um dos principais clubes de futebol da terra amapaense, obtendo 6 troféus estaduais e tendo uma grande rivalidade com o Ypiranga.


O clube foi fundado por Messias do Espirito Santo, um Oficial de Justiça do Forum de Macapá, capital do então Território Federal do Amapá – TFA, hoje um Estado da Federação Brasileira.
O objetivo era participar oficialmente do esporte regional, tendo em 1947 participado no futebol e voleibol, com expressão respeitável.

O clube que surgiu eminentemente de uma classe pobre da população seu fundador, Messias do Espirito Santo, ao escolher o nome do clube como o mesmo do padroeiro da cidade conseguiu rapidamente a simpatia da maioria dos torcedores da longínquo povoado da cidade de Macapá, isto ocorreu no dia vinte e seis por isto o clube é carinhosamente denominado de O mais querido do Estado do Amapá. Lembrando também que a sede o São José era fora do bairro, situada na Av. Presidente Vargas com a Rua Leopoldo Machado, após alguns anos foi transferida para o bairro moreno da cidade, onde as primeiras equipes do São José eram todas formadas quase que na sua totalidade por atletas de cor negra

De 1947 a 1957 era considerado um clube modesto, tendo sua sede social na esquina da Av. Presidente Vargas com a Rua Leopoldo Machado, no bairro da Favela, hoje bairro Central.

Os primeiros títulos do tricolor vieram somente em 1970 e 1971, ainda na época amadora do futebol amapaense, em que o clube que possuía o domínio era o Macapá.

Uma história alternativa ocorreu em 1975 no jogo entre São José e Santana com o árbitro Walter Luiz Moura Palha. Estava 1 x 0 para o tricolor e o juiz expulsou um jogador do Santana, pouco depois expulsou mais outro jogador, depois São José fez 2 X 0, o juiz expulsou mais outro e depois São José fez 3 X 0 faltava 20 minutos para acabar a partida com apenas 8 jogadores não se contendo o juiz expulsou o 4º jogador e acabou a partida, porque não podia continuar com apenas 7 jogadores. Curiosidade, é que os 3 gols foram marcados por 1 jogador do São José que se chamava "SANTANA".

De 1975 a 1988 foi uma época de mudança para o São José, quando conquistou campeonatos, inclusive, um invicto, no futebol, contando com um grande elenco de jogadores craques, muitos deles, cedidos para clubes de outras unidades da nossa federação brasileira.

São José em 1977

Nos anos de 1988 a 1990, paralizou suas atividades no futebol, em virtude de dificuldades internas e externas. Essa última resultante de um difícil relacionamento com a federação amapaense.

Em 1991 houve a implantação do profissionalismo no futebol amapaense, começando uma nova era no estado. Em 1993 conquistou o título de campeão amapaense.

Disputou a Copa do Brasil de 1993, onde eliminou o Nacional de Manaus e foi eliminado nas oitavas pelo Linhares, ao perder por 3 x 2 em pleno Zerão.

De 1996 até 2002, com sua gestão administrativa sob a responsabilidade do jovem empresário Otaciano Bento Pereira Júnior que recebeu da gestão anterior uma infra-estrutura física da sede social, numa área de 2.400m².

Time do São José

Após 12 anos sem ganhar nenhum troféu, o São José acabou sendo campeão em 2005 em cima do Amapá. Na Série C foi eliminado na primeira fase e no ano seguinte foi eliminado precocemente da Copa do Brasil pelo CRB.

No ano posterior conseguiu novamente o campeonato estadual em cima do Amapá nos pênaltis.

Partida decisiva entre São José e Amapá de 2006

Em 2007 foi eliminado da Copa do Brasil pelo Paysandu e ficou em 3° lugar no estadual. No mesmo ano não foi disputado o clássico com o Ypiranga pelo fato do rival estar na divisão inferior
do Amapá.


Voltou a conquistar o estadual em 2009, quando bateu o Santana na final, disputada no estádio Glicério Marques.

São José campeão de 2009

Em 2010 o Tricolor do Laguinho consegiu uma de suas maiores façanhas na Copa do Brasil, quando empatou em 1 x 1 com o América-RN no Glicerão e surpreendentemente venceu o América em pleno Machadão por 1 x 0 com gol de Anderson Problema. No entanto, na outra fase foi eliminado pelo Goiás, perdendo de 1 x 0 para o Goiás em Macapá e sendo goleado por 7 x 0 em Goiânia. No jogo em casa contra o Esmeraldino teve um público com mais de 6000 pessoas no estádio.

Gol do São José contra o América-RN




Estádio

Zerão

Nome: Estádio Milton de Souza Corrêa
Local: Macapá/AP
Capacidade: 5000 pessoas
Inauguração: Independente 1 x 0 Trem, 17 de outubro de 1990
Primeiro Gol: Mirandinha, do Independente
Recorde de Público: 10000 pessoas no jogo de inauguração
Propriedade: Governo do Estado do Amapá
Obs: O apelido do estádio é uma homenagem ao bairro Marco Zero, onde se localiza o estádio e que está localizado da linha imaginária do Equador.
Obs 2: Milton de Souza Corrêa foi presidente da FAF. Antes o estádio se chamava Ayrton Senna, mas em agosto de 1994 mudou com a morte de Milton Corrêa.

Glicério Marques

Nome: Estádio Municipal Glicério de Souza Marques
Local: Macapá/AP
Capacidade: 5630 pessoas
Inauguração: 15/01/1950, no jogo entre Seleção do Amapá 0 x 1 Seleção do Pará
Primeiro Gol: Norman, da Seleção do Pará
Recorde de Público:
Propriedade: Prefeitura Municipal de Macapá
Obs: Glicério Marques foi o primeiro presidente da Federação de Desportos do Amapá


Hino

São José é sinônimo de fibra
São José é uma realidade
Joga bem de verdade
Seu plantel tem qualidade
São José, São José
Sua torcida de fidelidade.

O Branco da camisa representa a paz,
O Vermelho representa um brasa,
Gosto de ver o São José jogar
Lá fora ou dentro de casa.

Gosto do São José com paixão
O Tricolor do meu coração.

Link: http://mais.uol.com.br/view/959n2d2k2gin/hino-sao-joseap-04023762CC893346?types=A&

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *