02 abril 2010

Sociedade Atlético Ceilandense



A Sociedade Atlético Ceilandense é um clube de futebol brasileiro da Região Administrativa da Ceilândia, no Distrito Federal. Fundado no dia 8 de outubro de 1977, é o time mais velho da Ceilândia e conhecido pela alcunha de Dragão.


Em 1976 um grupo de amigos se reunia todos os finais de semana no campo de futebol da QNL de Taguatinga, onde hoje funciona o Atacadão Extra. Desta empolgação surgiu um time amador chamado L Norte Esporte Clube.
O time amador ganhou tudo que disputou. O senhor Manoel da Silva Santos então teve a idéia de fundar um time profissional daquele amador. Em 08/10/1977 surgiu então a Associação Desportiva Ceilandense, cujo mascote era uma serpente como se via no seu primeiro escudo.

O clube acabou se profissionalizando mesmo em 1994 e no mesmo ano ficou na penúltima colocação do Candangão, e em 1995 ficou na sexta posição, rendendo vaga para a sua primeira competição nacional: a Série C do mesmo ano. Acabaram eliminados precocemente.

Também mudou o seu nome no mesmo ano para Sociedade Esportiva Ceilandense.

No ano de 1996 voltou a fazer boa campanha, chegando a segunda fase, mas acabando por ser eliminado no seu grupo.

Pela campanha no Candangão de 1997 voltou a disputar a Terceira Divisão do mesmo ano, ficando na lanterna do seu grupo na primeira fase.

No ano de 1998 alcançou o quarto lugar no Candangão, um momento histórico para o time da Ceilândia. Já em 1999 veio o rebaixamento para a Segunda Divisão do DF juntamente com o poderoso Taguatinga.

A partir daí vieram anos amargos para o Dragão. Os maus resultados dentro de campo refletiram diretamente a vida do Ceilandense que sempre disputava a segunda divisão com jogadores emprestados do parceiro Ceilândia. O clube também ficou com fama de caloteiro ao chegar nos finais de temporada devendo salários aos jogadores. Sempre acabava batendo na trave na hora de subir, continuando na desvalorizada Segundona do DF, com o clube sendo esquecido aos poucos.

Em 2000 chegou perto, mas foi eliminado pela ARUC. 2001 o algoz foi o Brasília.

No ano de 2002 foi pior, já que ficou na lanterna de seu grupo, mas não havia a Terceira Divisão ainda, no ano seguinte fazendo campanha fraca novamente. Em 2005 chegou a final, mas só um time subia, e esse foi o Capital, que o derrotou na final. Em 2006 mudou o mascote para uma Arara.

Nesses anos quem comandava o time ainda era Manoel.

Ceilandense x Brasília pela segunda divisão de 2008


Cansado de permanecer tantos anos no ostracismo, o Ceilandense fechou em 2009 uma parceria com o Gama, recebendo jogadores do time alviverde e também do Brasília, como Edicarlos, Keké, Iron, etc. O time ficou em terceiro lugar e nas semifinais enfrentando o Unaí. No jogo de idade houve um baile do Ceilandense, vencendo o time mineiro por 4 x 1 com mais de 2000 pagantes no Abadião. No jogo de volta 3 x 3 e a volta á primeira divisão.


Ceilandense 4 x 1 Unaí

A final foi disputada com o Botafogo-DF no Cave, e mesmo com a força do time adversário e com a pressão das mais de 7000 pessoas presentes ao CAVE, o Ceilandense abriu o placar com Geraldo no primeiro tempo. Aos 45 do segunto tempo Alcione empatou a partida, levando o título para a filial, que precisava de um empate. Mas aos 48 do segundo tempo Iron bate uma falta, a bola desvia e entra, dando o título ao Ceilandense. Lembrando que o time mudou o rubro azul para o rubro negro naquele jogo.


Ceilandense campeão em 2009


Em 2010 devido a uma parceria entre o Ceilandense e o Atlético-GO, o clube mudou seu nome, seu escudo, seu uniforme e seu mascote passando a se chamar Sociedade Atlético Ceilandense.
Sob a presidência de Marcelo Cruz e Gerência de futebol de Carlos Félix, o Ceilandense teve que reformular todo o seu elenco para 2010, já que o Gama levou todos os jogadores. Mas o clube investiu bem e trouxe bons jogadores do futebol do norte e alguns valores locais. O clube acabou ficando na 4° colocação do quadrangular semifinal.



Escudos Anteriores





Mascote

Dragão


Estádio

Abadião

Nome: Estádio Maria de Lourdes Abadia

Local: Ceilândia/DF

Capacidade: 5000 pessoas

Inauguração: 1978

Recorde de público: 5011 pagantes - Ceilândia 0 x 0 Brasília, 22/03/1987

Jogo de Inauguração:

Propriedade: Administração Regional da Ceilândia

Obs: Maria de Lourdes Abadia coordenou a remoção de milhares de habitantes de favelas para Ceilândia, logo foi convidada a ser administradora do local, onde permaneceu por 14 anos, sendo responsável assim pela criação da Ceilândia, que hoje é a maior região administrativa do Distrito Federal.

1 comentários:

  1. Hoje 01/09/2010 , no estadio do cave as 20:00 o time do Guaraense vai enfrentar o time do Cruzeiro de Santo Antonio do Descoberto , pela categoria de base. O time do Cruzeiro vai golear , têm dois craques mirins e um bom goleiro e um excelente técnico, Regis Ramos.

    ResponderExcluir

Seguidores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *