25 abril 2010

Figueirense Futebol Clube

Figueirense Futebol Clube é um clube de futebol brasileiro da cidade de Florianópolis, capital de Santa Catarina. Fundado no dia 12 de junho de 1921, o Figueira é um dos maiores clubes de futebol de Santa Catarina e também do Sul. É também o maior campeão catarinense, com 15 títulos e campeão da Copa SP de Juniores de 2008, além de ter uma grande torcida em seu estado.

A idéia de fundar uma agremiação esportiva, foi atribuída a Jorge Albino Ramos. O próximo passo foi conseguir a simpatia de amigos, sendo que Balbino Felisbino da Silva, Domingos Joaquim Veloso e João Savas Siridakis também assumiram a ideia, até que no dia 12 de junho de 1921 foi fundado o Figueirense Futebol Clube.

O nome "Figueirense" foi sugerido por João Savas Siridákis. Esse nome foi defendido, pois a maioria das reuniões que tratavam da fundação da futura agremiação ocorria na localidade da Figueira, situada nas imediações das ruas Conselheiro Mafra e Padre Roma.

Os nomes de todos os fundadores: Alberto Moritz, Agenor Dutra, Balbino Felisbino da Silva, Bruno José Ventura, Carlos Honório da Silva, Dario Silva, Dilgidio Dutra Filho, Domingos Veloso, Heleodoro Ventura, Higino Ludovivo da Silva, João dos Passos Xavier, João Lobo, João Savas Siridákis, João Soares, Joaquim Manoel Fraga, Jorge Albino Ramos, Jorge Araújo Figueiredo, Jorge Silva, Leopoldo Silva, Manoel Noronha, Manuel Xavier, Pedro Francisco Neves, Pedro Xavier, Raymundo Nascimento, Trajano Margarida, Walfrido Silva e Wlisses Carlos Tolentino.

Casa onde foi fundado o Figueira

O Figueira entrou na primeira edição do Campeonato Catarinense, em 1924, mas o Figueirense abandonou a competição, por ter perdido pontos nas primeiras partidas, por uso irregular de jogadores.

Equipe de 1924

A equipe florianopolitana só consegiu o primeiro título em 1932 goleando o Brasil de Blumenau po 7 x 3. No mesmo ano conquistou o Torneio Início e campeão citadino de Florianópolis. Era o início de uma nova era para o time alvinegro.

Em 1933 voltou a ser campeão em Florianópolis e em 1935 foi campeão estadual e em sua cidade. Voltou a ser campeão em 1937 e 1939 no estado e em sua cidade. Na década de 30 se destacava o jogador Calico, que é um dos maiores artilheiros do clube e teve uma passagem pelo Figueira de 1932 até 1947.

Em 1941 o Furacão do Estreito voltou a ser campeão de Santa Catarina em cima do Caxias de Joinville.

No dia 25 de outubro de 1945, o empresário e presidente do clube Orlando Scarpelli, doava ao clube o terreno em que seria constuído o estádio em que leva o seu nome. No ano seguinte começaram as obras do estádio, sendo que o clube sempre tentava arrecadar fundos para tal construção. Na época o Figueira mandava os jogos no Adolfo Konder.

O time não conquistou nenhum estadual na década de 50 devido ao fato de estar investindo pesado na construção de seu estádio próprio. Em 1951 venceu o Avaí por 1 x 0 na partida em que marcava a inauguração da iluminação do estádio Adolfo Konder.

Finalmente no dia 12 de junho de 1960 o Orlando Scarpelli foi inaugurado. O jogo foi contra o Atlético Catarinense, cujo placar ficou em 1 x 1.

Inauguração do Orlando Scarpelli, em 1960

Na década de 60 o clube não teve muitas conquistas relevantes, somente títulos citadinos e do Torneio Início.

Em 1970, na administração de José Nilton Szpoganicz, a figueira foi incorporada ao distintivo do clube.

Time do Figueira nos anos 70

Em 1973 o Figueirense conquistou a vaga para o campeonato nacional de clubes, tornando-se o primeiro clube catarinense na competição. O Scarpellão passou por reformas para receber jogos do Brasileirão.

Time em 1973

Em 1972 e 1974 o Figueirense foi campeão em Santa Catarina após vários anos de espera.

Time campeão de 1974
Créditos: Click nos Campeões

Em 1975 o Figueirense obteve a melhor performance de um clube catarinense no Brasileirão na década de 1970, passando para a Segunda Fase do Nacional e terminando a competição em 21º lugar. O time começava a ter sucesso também no cenário nacional e despertar cada vez mais a torcida.

Nos anos 80 o Alvinegro voltou a ficar sem ganhar títulos estaduais, conquistando somente títulos de menor expressão, mas ao menos fez uma boa campanha na Taça de Prata de 1985, quando ficou em terceiro lugar.

Figueira nos anos 80

Em 1994 o Alvinegro volta a ser campeão de Santa Catarina ao bater o Criciúma na finalíssima.

Figueira campeão de 1994

Em 1995 torna-se o 1º Campeão da Copa Mercosul (Torneio Mercosul), que foi disputado entre times catarinenses, paranaenses, paraguaios e uruguaios. O título veio em cima do Joinville, sendo o primeiro título internacional do clube.

Torcida Alvinegra lotando o Orlando Scarpelli

Em 1999, quando o clube já usava o seu novo modelo de gestão, com ênfase à reorganização e modernidade administrativa, o alvinegro, na administração de Paulo Sérgio Gallotti Prisco Paraíso, que negociou a vinda do meio-campo Fernandes. No mesmo ano, o clube conquista o Catarinense, fazendo a final contra o seu maior rival Avaí.

Figueirense campeão em 1999

No mesmo ano, a Associação Amigos do Figueirense (ASFIG) adquire um terreno para a implantação do CT do Figueirense, localizado no município de Palhoça. Em Junho de 2000 é inaugurada a primeira etapa de obras do CT.

CT do Figueira

O novo milênio começou de forma excepcional para o clube florianopolitano, quando em 2001 fez uma excelente campanha na Série B e chegando até ao quadrangular decisivo. A fase final foi muito disputada, e no dia 22 de dezembro de 2001, o Figueira acabou vencendo o Caxias com gol de Abimael e vencendo o jogo, garantindo no campo o acesso, para delírio de mais de 22 mil alvinegros que superlotaram o estádio. Porém o Caxias entrou na justiça para ganhar a vaga, já que a torcida alvinegra invadiu o gramado do Scarpellão antes do término da partida. O STJD julgou o caso e manteve a vitória do time de Florianópolis.

Diário Catarinense falando do acesso do Figueira em 2001

Em 2002 voltou a ser Campeão Catarinense ao vencer o rival Avaí na final. No Brasileirão o time começou com campanha fraca, mas reagiu ao contratar Muricy Ramalho para o comando técnico da equipe, conseguindo assim se manter na Série A. No mesmo ano o Scarpellão recebeu o título de "O Caldeirão do Brasil", da Revista Placar, por possuir a maior média de ocupação dentre os estádios brasileiros (49%).

Figueirense campeão de 2002

Em 2003 contando com os reforços do atacante Evair e do famoso zagueiro Cléber, todos com boa passagem pelo Palmeiras, conseguiu o bi estadual ao vencer o Caxias de Joinville na grande final. No Brasileirão ficou em 11° lugar.


O Figueirense realmente reinava em seu território nesses anos de muitas boas lembranças para seu torcedor. Em 2004 conquistou o tricampeonato estadual ao vencer o quadrangular final, que foi disputado também pelo Hermann Aichinger, Chapecoense e Guarani de Palhoça. No Brasileirão começou muito bem, principalmente pelas belas atuações de Sérgio Manoel e Filipe, mas perdeu os jogadores e acabou caindo de produção, ficando na 11° posição.

Figueira campeão de 2004

Em 2005 o time anunciou a contratação de Edmundo para a temporada, que no geral não foi muito boa, mas conseguiu escapar do tão temido rebaixamento, sendo que o Animal fez 15 gols no torneio. Outros destaques foram Adriano e Michel Bastos, autores de diversos gols decisivos para a permanência do único representante de Santa Catarina.

Edmundo com a camisa do Figueirense


Em 2006 voltou a ser campeão estadual. Derrotou o Joinville por 3 x 0 e ratificou o seu status de melhor time catarinense da época. O ano foi muito bom para o Figueira, já que no Brasileirão também teve destaque ao ficar em uma gloriosa 7° posição, feito inédito para um clube catarinense até então. Também aplicou a maior goleada do Brasileirão naquele ano, sendo 6 x 1 em cima do Palmeiras no Orlando Scarpelli.

Figueira campeão de 2006

Em 2007 focou na Copa do Brasil. Contando com o artilheiro Victor Simões, o ídolo Fernandes e comandado por Mário Sérgio, o time surpreendeu a todos. Eliminou o Madureira, Noroeste, Gama, Náutico e o Botafogo, em uma partida muito polêmica por parte da arbitragem, que acarretou na suspensão da auxiliar Ana Paula de Oliveira. Na final o time assegurou um empate contra o Fluminense por 1 x 1 no Maracanã. Porém o time acabou perdendo por 1 x 0 em pleno Orlando Scarpelli e ficando apenas com o vice campeonato do torneio. No Brasileirão ficou em 13°.

Decisão da Copa do Brasil contra o Tricolor

O Figueirense acabou vencendo novamente o estadual em 2008, porém o clube não montou um time bom como nos anos anteriores e fez uma péssima campanha. Até conseguiu uma reação no final, mas acabou ficando na 17° posição com o mesmo número de pontos que o Náutico, mas acabou rebaixado pelo saldo de gols.

O que também salvou a temporada foi a conquista da Copa São Paulo de Juniores em janeiro.

Figueirense campeão de 2008

Em 2009 teve como objetivo a volta para a elite do futebol brasileiro e conquistar o estadual, porém ficou no quase no estadual e na 6° posição na Série B, perdendo a chance do acesso ao perder para o Duque de Caxias por 2 x 1 em pleno Orlando Scarpelli. Como destaque teve o grande atacante Rafael Coelho, autor de vários gols do time.



Escudos Antigos






Mascote

Figueira

Os traços do personagem foram idealizados a partir do nome e símbolo do clube, a Figueira (localidade de fundação do Figueirense F. C. na Rua Padre Roma, centro de Florianópolis)



Estádio

Orlando Scarpelli

Nome: Estádio Orlando Scarpelli
Local: Florianópolis/SC
Capacidade: 19.069 pessoas
Inauguração: 12 de junho de 1960, Figueirense 1 x 1 Clube Atlético Catarinense
Primeiro Gol:
Recorde de Público: 26.660 pessoas, no jogo Figueirense 0 x 1 Vasco, no dia 24 de setembro de 1975.
Propriedade: Figueirense Futebol Clube
Obs: Orlando Scarpelli foi empresário, presidente do clube e foi quem doou o terreno para a construção do estádio.



Hino

Autor: Indisponível

Avante FIGUEIRENSE
Pra frente Furacão
S’embora esquadrão de aço
És tesouro do meu coração

Tua torcida é garra, é empolgação
Vejo em ti pujança
De um grande esquadrão

Por ti torcemos
Por isso somos alvinegros
A força do Scarpellão

Por ti torcemos
Por ti vibramos
FIGUEIRENSE
És o nosso campeão

Link: http://www.youtube.com/watch?v=5oLxMdwjctE


Hino da Torcida

Autor: Indisponível

Vencer … vencer … vencer ….
Figueira … Figueira …
A tua glória é lutar
E a tua vitória
Tanta alegria nos dá

Tu és o mais querido
És um colosso, é forte de fato …
Vamos, meu Figueirense
Vencer este campeonato

Tua bandeira quero ver tremular
Com as cores preto e branco sempre a triunfar
E a tua força, mostre no gramado
Meu FIGUEIRENSE adorado

Teu patrimônio é um mundo de riquezas
Com obras de emérito valor
Tens a torcida mais fiel do nosso Estado
Figueira, eu te amo com fervor.

Link: http://www.escudosonline.com/hinos_nacionais/brasil_hinos_santa_catarina.htm


Vídeos


Gol do Abimael, Figueirense 1 x 0 Caxias 2001 - http://www.youtube.com/watch?v=KoeEqt8-ohw

Figueirense campeão 1999 - http://www.youtube.com/watch?v=KoeEqt8-ohw

Figueirense Futebol Clube - Nós Voltaremos ! - http://www.youtube.com/watch?v=RXQ3lyZWEmI

Figueirense do acesso ao rebaixamento - http://www.youtube.com/watch?v=wbPdXtU0-rw

Figueira 6 x 1 Palmeiras 2006 - http://www.youtube.com/watch?v=PYoY_EoMy4Q





1 comentários:

  1. É LINDO O MEU FIGUEIRA, CONTAGIANDO E SACUDINDO ESSA CIDADE. FIGUEIRENSE FUTEBOL CLUBE... NOSSOMAIOR!

    ResponderExcluir

Seguidores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *