21 fevereiro 2010

Galícia Esporte Clube


Galícia Esporte Clube é um clube de futebol de Salvador, capital da Bahia. Fundado no dia 1° de janeiro de 1933 é um dos mais tradicionais clubes da Bahia, tendo cinco títulos no estado e que ostenta muita história, entre elas a de ser o primeiro tricampeão baiano.

O Clube foi fundado por imigrantes espanhóis, vindos da região espanhola da Galícia, que deu origem ao nome do clube. O principal articulador e primeiro presidente do clube foi Eduardo Castro de La Iglésia, que era alfaiate vindo dessa região. As cores escolhidas foram a azul e branca, as mesmas da Galícia, e o escudo do time recebeu a cruz de Santiago.

Mandava suas partidas inicialmente no antigo Estádio da Graça, em Salvador.

Em 1935 e 1936 foi vice, mas em 1937 ganhou seu primeiro campeonato.Time titular do Galícia: Devec, Carapicu e Nabuco; Gradim , Ferreira e Valter; Dedé, Servilio, Palito, Raul e Moela

Time do Galícia nos anos 30 (1938/1939)
Créditos: http://www.granadeiros.com

Porém após esse título o time dos galegos continuou sendo vice em 3 anos seguidos (1938/1939/1940).

Ratificando sua boa fase, o Galícia foi campeão em 1941, 1942 e 1943 do campeonato baiano, sendo o primeiro tricampeonato de um clube no torneio estadual, sendo duas em cima do Vitória e uma em cima do Bahia.

Na época, o time já tinha rivalidade com o Ypiranga, também de Salvador. O apelido "demolidor de campeões'' surgiu já que o time vencia constantemente os grandes clubes brasileiros.

Em 1967 voltou a ser vice, após anos na zona do limbo.

Uma das formações do granadeiro em 1967

Em 1968 a torcida azulina fez a festa novamente quando o Galícia empatou com o Fluminense diante de quase 20 mil pagantes e levantou mais um caneco, o quinto em sua história.

Galícia campeão em 1968

No ano seguinte o granadeiro foi vice campeão da Zona Nordeste do torneio Norte-Nordeste.

Chegando nos anos 80, o Galícia disputou o Brasileirão por duas vezes, em 1981 e 1983, ficando em 25º e 43º lugar, respectivamente. Também foi vice no ano de 1980 e 1982. Também ficou parado no ano de 1984 e foi obrigado a jogar a segunda divisão baiana, de onde se sagrou campeão.

Nos anos 90 o time teve como grande revelação o atacante Oséas, que depois brilharia no Palmeiras. O time também acabou por revelar o atacante Mendes, que fez sucesso no Juventude e anos atrás Washington, ex-Fluminense e Internacional.

Oséas com a camisa do Galícia

No ano de 1995 o Granadeiro surpreendeu novamente, mas como de costume bateu na trave, perdendo o jogo decisivo para o Vitória no triangular final. No mesmo ano construiu o seu estádio próprio, o Parque Santiago.

Porém em 1999 o Demolidor de Campeões caiu no campeonato estadual e não conseguiu voltar, sendo que em 2002 o time se licenciou do futebol profissional, mantendo apenas as categorias de base. Em 2001 estava no time Lenílson, que atuou por grandes clubes do país, ou seja, mais uma revelação azulina.

Time do Galícia em 2001

Em 2006 o time voltou graças á Associação dos Torcedores e Amigos do Galícia (ATAG), que colaborava muito com a diretoria azulina, dando apoio ao clube na área social, patrimonial e administrativa. No retorno ao profissionalismo não conseguiu o acesso, ficando na terceira colocação.

Juniores do Galícia em 2006

No ano posterior ocorreu uma das maiores confusões do futebol baiano, quando o Galícia venceu por 2 x 0 o Independente em casa e só deixaria de ir pra final se o Guanambi vencesse o Leônico por 10 x 0, mas foi o que ocorreu, em 13 minutos finais, o Guanambi fez 5 gols e garantiu seu passaporte na final. O Guanambi perdeu a vaga na final, conquistada pelo granadeiro, mas após dois empates o Independente conseguiu o título e o acesso, frustrando a torcida azulina. Pelo menos o time da capital levou mais de 5400 pessoas no jogo decisivo na Fonte Nova.

Entrada do Galícia em campo para o jogo decisivo contra o Independente


Em 2008 e 2009, em novas participações, conseguiu apenas o oitavo e o quinto lugar, respectivamente.

No futebol feminino, o Galícia foi campeão em 2000 do torneio do Nordeste e disputou o Brasileirão, mas foi desativado, voltando só no ano de 2008. Também montou um time de Rugby.


Mascote


Granadeiro

Soldado vestido com uma armadura de ferro, como os antigos guerrilheiros de Espanha, equivalentes à soldados da artilharia, responsáveis pelas explosões dos adversários. Houve reclamações, porque muitos queriam que o mascote fosse um toureiro.


Estádio

Parque Santiago


Nome: Estádio Santiago de Compostela
Local: Salvador/BA
Capacidade: 8000 lugares (chegam a liberar 2000 lugares)
Inauguração: Galícia 0 x 0 River de Ilhéus, dia 11/02/1995
Recorde de público:
Primeiro gol:
Propriedade: Galícia Esporte Clube
Obs: Santiago de Compostela é a Capital da Galícia, região espanhola.


Hino

Composição: Francisco Icó da Silva

Galícia, Galícia, Galícia,
Demolidor de Campeões
Granadeiro da Cruz de Santiago
Clube querido com muitas tradições
O Galícia tem nome na história,
No futebol tem títulos de glória
Salve, salve pendão galiciano
Alegria do futebol baiano
Um, dois, três...
Granadeiros tricampeões
Um, dois, três...
Azulino que domina corações.
O Galícia é um forte toureiro
Que toureia com muita valentia
Que domina qualquer touro, na arena
Lutando sempre com amor e galhardia
Os torcedores do Galícia são modestos
São ordeiros contudo animados
Para frente Galícia, eles gritam
Levando o clube a conquistar bons resultados
Para frente Galícia mais um tento
Não desanime porque vitória é nossa
Para frente queremos mais um título
Para frente com você não há quem possa
Para frente queremos mais um título
Para frente com você não há quem possa

Link para ouvir: http://www.youtube.com/watch?v=N9uosINwNIE



0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *